whats 54 9 9111.8810
Menu

José Herculano Pires

                                      www.herculanopires100anos.com.br

Dados pessoais: Nascimento: 25 de setembro de 1914, em Avaré, São Paulo – Desencarne: 9 de março de 1979, em São Paulo.

J. H. Pires revelou sua vocação literária desde que começou a escrever. Aos 16 anos publicou o seu primeiro livro, Sonhos Azuis (contos) e aos 18 anos o segundo livro Coração (poemas livres e sonetos). Em 1946 publicou o seu primeiro romance, O Caminho do Meio, que mereceu críticas elogiosas de Afonso Schmidt, Geraldo Vieira e Wilson Martins. Repórter, redator, secretário, cronista parlamentar e crítico literário dos Diários Associados onde manteve, também, por quase 20 anos, a coluna espírita com o pseudônimo de Irmão Saulo. Em 1958 bacharelou-se em Filosofia pela Universidade de São Paulo, e pela mesma licenciou-se em Filosofia tendo publicado uma tese existencial: O Ser e a Serenidade.

CONVERSÃO AO ESPIRITISMO

Desde a adolescência que temas filosóficos, inclusive de caráter religioso, interessaram Herculano Pires. Nascido em família católica, permaneceu no catolicismo até os quinze anos de idade. Depois, veio a crise. Mas, o que o levou a converter-se ao Espiritismo? Numa entrevista gravada por Jorge Rizzini, disse ter sido o raciocínio, pois a religião que professava não o explicava convincentemente. Contudo, não foi direto para o Espiritismo; passou antes pela Teosofia. Caindo-lhe nas mãos um exemplar de O Livro dos Espíritos, encontrou tudo o que procurava.

MOVIMENTO ESPÍRITA

Defensor inconteste da Doutrina Espírita, era um conferencista ardoroso. Combateu erros doutrinários, principalmente aqueles cometidos pelas Federações. A cada correção dava as suas razões. Não queria que um órgão coordenador do movimento espírita pudesse propagar falhas doutrinárias.

OBRAS ESPÍRITAS

Entre seus livros espíritas, citamos:
Introdução à Filosofia Espírita, pela Paidéia;
Mediunidade (Vida e Comunicação), pela Edicel;
O Espírito e o Tempo, pela Edicel;
Agonia das Religiões, pela Paidéia;
Revisão do Cristianismo, pela Paidéia;
Ciência Espírita, pela Paidéia.
Curso Dinâmico de Espiritismo, pela Paidéia.
O Centro Espírita, pela Paidéia.

Fonte: RIZZINI, Jorge. J. Herculano Pires: O Apóstolo de Kardec. São Paulo: Paidéia, 2001.

Dissertações doutrinárias

A Pedra e o Joio, Ed. Cairbar, 1973.

Agonia das Religiões, Paidéia, 1976.

Educação Espírita, Edicel, 1970-77.

Educação para a Morte, Correio Fraterno, 1978.

Mediunidade, Edicel, 1978.

Na Era do Espírito, GEEM., 1973.

Na Hora do Testemunho, Paidéia, 1978.

O Centro Espírita, Paidéia, 1980.

O Homem Novo, Correio Fraterno, 1989.

O Infinito e o Finito, Correio Fraterno, 1989.

O Mistério do Bem e do Mal, Correio Fraterno, 1989.

O Verbo e a Carne (c/ Júlio Abreu Filho), Ed. Cairbar, 1973.

Obsessão, o Passe, a Doutrinação, Paidéia, 1979.

Os Três Caminhos de Hécate, Edicel, 1962.

Vampirismo, Paidéia, 1980.

Visão Espírita da Bíblia, Correio Fraterno, 1983.

Ciência / Parapsicologia

Arigó, um Caso de Fenomenologia Paranormal, Francisco Alves, 1963.

Arigó, Vida e Mediunidade, Edicel, 1976

Ciência Espírita e suas Implicações Terapêuticas, USE, 1978 / Paidéia, 1979.

Parapsicologia e suas Perspectivas, Edicel, 1964, 74, 76 e 77.

Parapsicologia Hoje e Amanhã, Edicel, 1966.

Psicologia

 Introdução à Psicologia, IBF (curso), 1952.

Pesquisa sobre o Amor, Paidéia, 1983.

Psicologia da Liderança, Paidéia, 1977.

Filosofia

A Busca da Serenidade, Tip. Ipiranga, 1945.

As Dimensões da Educação, FFCL, Araraquara, 1960.

Atlântida, Poesia e Mito, Ed. A Semana, 1948.

Blavatski e Gandhi, Lake, 1949.

Conceito Moderno de Poesia, Tip. Ipiranga, 1946.

Concepção Existencial de Deus, Paidéia, 1981

Curso Dinâmico de Espiritismo, Paidéia, 1979.

Evolução Espiritual do Homem, Paidéia, 1977.

Farias Brito, Revista Filosófica, 1960.

Introdução à Filosofia Espírita, Paidéia, 1983.

O Espírito e o Tempo, Edicel, 1964 e 1977.

O Mistério do Ser Ante a Dor e a Morte, Paidéia, 1981.

O Reino, tese social-cristã, Lake, 1947.

O Sentido da Vida, Paidéia, 1977.

O Ser e a Serenidade, Edicel, 1966.

Os Filósofos, Cultrix, 1960.

Os Sonhos de Liberdade, Paidéia, 1977.

Renan e os Evangelhos, Cultrix, 1965.

Revisão do Cristianismo, Paidéia, 1977.

Rousseau e a Educação, Cultrix, 1965.

Ficção literária

A Viagem, novela, Ed. Belrs, Porto Alegre, 1976.

Barrabás, o Enjeitado, Lake SP, 1954; Edicel, 1961; Clube do Livro, 1964.

Cabo Velho & Cia., contos, Ed. O Porvir, 1929.

Cidades Vivas, contos, Ed. Rio Novo, 1930.

Daga Moriga, Piratininga, 1955.

Jamurana e as Águas Selvagens, Paidéia, 1978.

Lázaro, romance, Edicel, 1973-1977.

Madalena, terceiro romance da trilogia “A Conversão do mundo”, Edicel, 1978.

Nhô Chico Bananeiro, contos, Ed. O Porvir, 1928.

O Caminho do Meio, romance, Brasiliense, 1948.

O Serenista, romance, Ed. A Semana, 1930.

Os Sonhos Nascem na Areia, novela, Paidéia, 1978.

Sonhos Azuis, Tip. Ipiranga, 1930.

Tempo de Magnólias, Piratininga, romance, 1961.

Um Deus Vigia o Planalto, romance, Francisco Alves, 1968.

Crônicas e ensaios

À Margem da Guerra, Diário Paulista, 1945.

Astronautas do Além, Ed. G., 1973.

Chico Xavier pede Licença, crônicas, Ed. G., 1972.

Crítica da Teoria Corpuscular do Espírito, Curso, 1952.

Diálogo dos Vivos, Ed. G., 1974.

Espigão, crônica, Diário Paulista, 1946.

Ficção científica paranormal

Adão e Eva, novela, Paidéia, 1977.

Metrô para o Outro Mundo, romance, Edicel, 1981.

O Menino e o Anjo, Paidéia, 1977.

O Túnel das Almas, Paidéia, 1978.

Poesia

África, poema, Tip. O Minuto, 1955.

Argila, poemas, Lake, 1946.

Coração, poemas Tip. Ipiranga, 1932.

Estradas e Ruas, poemas, Francisco Alves, 1933.

Mensagens, poemas, Tip. Paulista, 1976.

Mulher de Pedra, poemas, Mim. Paulista, 1938.

Murais, poemas, Ed. Palma, 1968.

Poemas do Tempo e da Morte, Ed. A Semana, 1974.

Quando o Outono Chegar, poemas, Dat. Avaréense, Avaré, 1932.

Outros trabalhos literários

·    Abandono da Infância, crônicas sobre a condição precária da infância na Média Sorocabana e conseqüente organização da Cruzada Papai Noel para socorro às crianças pobres, Ed. “O Porvir”, 1936.

·    Árvores Sagradas, Artigos em defesa das árvores do Jardim do Largo São João, em Avaré, Tip. Central, Avaré, 1937.

·    Flores Murchas, estudo sobre a carência de assistência médica e orientação alimentar da criança na região cerqueirense. Ed. “O Porvir”, 1937.

·    Orientação Pediátrica, trabalho em colaboração com o Dr. Adalberto de Assis Nazaré e conseqüente promoção do 1º Concurso de Robustez Infantil da Sorocabana, Tip. A Semana – Cerqueira César, 1936.